Ads 468x60px

Featured Posts

13 de março de 2010

Tagged under:

Lei de Moisés

Inicia-se com Gênesis (Hebraico Bereshit, que significa princípío), e pode ser resumido de certa forma, em como se deu a criação do mundo e todas as coisas por Deus. E que o homem tem em essência algo de divino semelhante a Deus, por isto não deve se comportar igual os animais e por isto deve buscar a evolução através da compreensão de todas as coisas. No meio, vem descrevendo as várias gerações até chegarem nos patriarcas da religião judaica, Abrahão, Isaac e Jacob,  a reconsideração divina (sobre a destruição da Terra) devido aos méritos morais de poucos homens, e a felicidade de Deus em gerar vários descendentes destes grandes homens para de certa forma triunfarem e serem responsáveis por servir de norte para toda a humanidade em todas as áreas (Religiosa, Comercial, Moral, Legislativa, Ciências, etc..). Por fim, demonstra as doze tribos dos filhos de Jacob, que irão gerar os descendentes do povo judeu (hebreu), e as especialidades de cada tribo (comerciantes, guerreiros, religiosos, estudiosos, etc..) conforme a vontade de Deus.Finaliza-se narrando a morte de José, filho de Jacob, ambos líderes do povo judaico.
O Segundo Livro é o Exodo (Grego, saída) e pode ser resumido de certa forma, como o início do reforço da identidade judaica dos hebreus (judeus), ainda no Egito (cerca de 5.000 anos atrás). Narra o nascimento de Moisés que foi vendido pelos irmãos que tinham inveja dele devido aos seus sonhos proféticos. Foi criado por uma Egípcia sem contudo esquecer-se de sua identidade judaica e de seus objetivos. Devido a grande inteligência e o caráter evidente de profecia (que sempre se concretizavam), tornou-se conselheiro pressoal do Faraó. Deus transforma Moisés em seu interlocutor direto com os Judeus, e dá instruções sobre a festa de Páscoa (Pêssach) e o início do calendário judaico de caráter perpétuo entre os judeus. É passada a lembrança do dia do sábado (Shabat), e os mandamentos. Existem outras mais detalhadas, como a construção do tabernáculo, da arca da aliança, das roupas dos sacerdotes. Em resumo do resumo contém toda a vida dos judeus sob a liderança de Moisés no deserto. Termina com a descrição de uma sociedade judaica mais organizada e definida e vários mandamentos que são respeitados até a atualidade.
O Terceiro Livro é o Levitício (Vayicrá, e chamou em hebraico) Pode ser de certa forma resumido como sendo considerado o Livro dos sacerdotes, ou seja, contém várias instruções, para as tribos judaicas responsáveis pelos serviços religiosos, sacrifícios de animais, ofertas de agradecimento. Contém vários preceitos regligiosos judaicos, não só para os judeus encarregados dos serviços religiosos, mas todos os judeus em sentido amplo. Demonstra que os judeus precisam doar o melhor de si (de suas posses e de seu interior) para Deus em primeiro lugar.Contém as sete calamidades ou castigos divinos caso os judeus violarem o pacto feito por Deus com os patriarcas devido aos seus méritos morais. Contém algumas Leis sobre dízimo, caridade (tsedaca) para que as doações e ajudas não sejam feitas por hipocrisia, nem para humilhar os pobres, entre outras recomendações. Contém vários preceitos judaicos, assim como todos os outros livros.
O quarto Livro é Números (Cumash Hapecudim, Livro dos Sensos em Hebraico). Inicia-se com a contagem de todos integrantes das tribos judaicas unidas, conforme seus pais e ancestrais. Pode ser resumido de certa forma da maneira como se passaram vários anos no deserto (Exodo) pelo povo judeu liderado por Moisés.Conta o começo da insatisfação do povojudeu, que estava vacilando em acreditar que realmente Moisés tinha atributos divinos ou que era mesmo para ser líder do povo judeu. Mostra o início da marcha efetiva para a posse da terra prometida por Deus, e o desafio dos povos que não deixava os israelitas passar nem mesmo pacificamente e os vários acampamentos até chegar terra prometida e as primeiras guerras. É feito um novo censo. Moisés revela novas Leis Penais reveladas por Deus e Leis de Sucessões entre descendentes e as heranças.
O quinto Livro, é o Deuteronômio, (Devarim, significa Palavras em hebraico). Pode ser considerada de certa forma como uma espécie de resumo de tudo que ocorreu. Muitos atribuem a outros, já que a escrita é feita depois da morte de Moisés (pela forma como está escrita). Inicia-se como "Estas são as palavras que falou Moisés a todo Israel, de além do Jordão...". Prescreve como os Israelitas (judeus) devem habitar a terra prometida, após vencerem e conquistarem a terra. Termina dizendo que nenhum profeta como Moisés irá se levantar devido aos sinais enviados por Deus ao Egito, a mão forte como guiou os israelitas e tudo que fez por Israel.

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou deste artigo?
Me reservo o direito de não publicar comentários de anônimos e/ou contendo xingamentos ou spam.