Ads 468x60px

Featured Posts

28 de maio de 2010

Tagged under:

Família – um projeto de Deus

A família e as "muitas águas"
"Águas", biblicamente, podem significar lutas, dificuldades, problemas, porém, Salomão afirmou que –
"As muitas águas não poderiam apagar esse amor nem os rios afogá-lo..." Cantares 8:7.
Falando sobre "as águas", disse Davi –
"Livra-me, ó Deus, pois as águas entraram até à minha alma. Atolei-me em profundo lamaçal, onde se não pode estar em pé; entrei na profundeza das águas, onde a corrente me leva. Estou cansado de clamar; secou-se-me a garganta; os meus olhos desfalecem esperando o meu Deus" (Salmos 69:1-3 ).
"As muitas águas" alcançaram o primeiro casal
Ninguém como Adão e Eva poderia fazer suas as palavras ditas por Davi –
"As águas entraram até a minha alma...entrei na profundeza das águas".
Porém, é certo que havia entre Adão e Eva um grande e profundo amor. Foi uma união realizada sob a bênção de Deus, conforme está escrito - "E Deus os abençoou..."- (Gênesis 1:28).
Num casamento realizado sob a bênção de Deus não significa que não haverá problemas, lutas, dificuldades.
Mas, o amor existente entre os cônjuges certamente lhes dará forças para resistir "as muitas águas.
Adão e Eva foram expulsos do paraíso, porém, o casamento foi salvo, porque - "As muitas águas não poderiam apagar esse amor...".
As muitas águas inundaram o lar da primeira família
A família de Adão viveu o primeiro grande conflito familiar. Adão e Eva tiveram a desgraça de ter um filho assassinato por outro filho; os irmãos tiveram a infelicidade de abrir, na terra, a primeira sepultura, exatamente para outro irmão.
Adão e Eva perderam, ao mesmo tempo, dois filhos - um foi morto, o outro teve que ir-se fugitivo pela terra - "...e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caim contra o seu irmão Abel, e o matou"- Gênesis 4:8. E Caim se foi "...fugitivo e vagabundo na terra".
Perder dois filhos num só ato significa, na expressão usada por Davi, ser surpreendido "no dia da minha calamidade". Toda família de Adão e Eva entrou, naquele dia, "nas profundezas das águas".
Porém, aquele primeiro lar, embora tenha sido inundado -
"pelas muitas águas", e eu diria, por águas muito escuras, sobreviveu, visto que Adão ainda viveu por cerca de oitocentos anos - Gênesis 5:3-5.
Adão e Eva certamente podiam fazer suas as palavras de Salomão –
"As muitas águas não poderiam apagar esse amor nem os rios afogá-lo...".
Um casamento realizado com a bênção de Deus, e tendo o amor como sua base sólida poderá ter problemas; os cônjuges poderão ter que enfrentar lutas e dificuldades; toda família poderá ser atingida - mas –
"...o amor é forte como a morte..."-( Cantares 8:6).
O casamento sobreviverá; os cônjuges permanecerão unidos; a família será fortalecida.
"As muitas águas" e os grandes homens de Deus
"As muitas águas", ou seja, as lutas, as dificuldades, os problemas, inundaram os lares de grandes homens de Deus - dos Patriarcas Jó, Abraão, Isaque, Jacó; de Reis, como Davi e Salomão; de Profetas, como Ezequiel e Oséias; podem inundar o meu , e o seu!
Porém, se pudermos declarar que –
"...o seu estandarte em mim era o seu amor"- Cantares 2:4, então - "As muitas águas não poderiam apagar esse amor...".
Não há promessa de que uma família fiel não enfrentará problemas e dificuldades - que não passará pelas "muitas águas". Mas, há uma promessa de que quando passar o Senhor estará com ela –
"Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão..."-( Isaías 43:2).
Deus pode usar as muitas águas para fortalecer o amor entre os cônjuges e promover a união da família
"...Passamos pelo fogo e pela água..." ( Salmo 66:12).
Provação é um dos instrumentos usados por Deus... e somente por Deus! Satanás só pode usá-lo com a permissão de Deus, e nos limites que ele fixar. Foi o que Ele fez no caso de Jó.
"O Senhor prova o justo..."-( Salmo 11:5).
Provação é diferente de correção. Enquanto que na correção o objetivo é corrigir aquilo que está errado, na provação o objetivo é aperfeiçoar aquilo que está certo.
Deus usa a provação para nos preparar para um serviço, ou uma missão maior do que aquela que estamos realizando. Deus usa a provação para nos levar para mais perto dele, ou seja, para nos tornar mais santos.
Deus usa a provação para nos ensinar a dependermos mais dele. Deus usa a provação para aumentar a nossa fé, ou seja, para aperfeiçoar uma coisa boa que já temos.
Assim, no casamento, Deus pode usar a provação para aumentar o amor existente entre os cônjuges.
Deus usa a provação para fortalecer a união entre os membros de uma família cristã.
Na provação, Deus trabalha em cima de alguma coisa boa que temos ... para aumentá-la, e aperfeiçoá-la.
Se você meu irmão, minha irmã, ou se toda sua família, estiver passando por uma grande provação, talvez essa provação tenha como objetivo o fortalecimento do amor na vida do casal, e no fortalecimento da união entre os membros de sua família!
Deixe o Senhor conduzir este processo até o fim!
Ele não quer que sua família pereça e nem que o seu casamento sofra prejuízo!
Água e Fogo - são dois instrumentos que Deus usa como meios de purificação a fim de nos levar para mais perto dele.
Diz o escritor aos Hebreus –
"E quase todas as coisas, segundo a Lei se purifica com sangue ..."- (Hebreus 9:22).
O sangue é o único meio usado por Deus para a purificação do pecado. Se o problema do homem é o pecado - então a única solução é o sangue do Cordeiro de Deus –
"...o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado"-( I João 1:7).
Com Água e com Fogo não se resolve o problema do pecado; ou seja, lutas, dificuldades, sofrimentos não removem o pecado.
Quando a Bíblia diz que "...quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue...", é porque, segundo a lei eram três os elementos de purificação - o sangue, o fogo e a água.
Sempre que o problema se chamasse pecado, só o sangue poderia resolvê-lo.
O fogo, como símbolo de sofrimento, de provações; a água, como símbolo de lutas, de dificuldades de toda ordem, não eram e não são indicados para resolver o problema do pecado.
Mas, o fogo e a água, como instrumentos de purificação, são usados por Deus como meios de provação, visando o aperfeiçoamento do cristão.
Para fazer de Israel, o seu povo, Deus fê-lo passar pelo fogo e pela água - Salmo 66:12.
Foi na fornalha de fogo ardente que Deus aperfeiçoou e fortaleceu a fé dos três jovens hebreus - Daniel 3.
Para fazer de Davi um homem segundo o seu coração e torná-lo no maior Rei de Israel, Deus o fez passar pelas "muitas águas".
Para fazer de um casal e de uma família, uma bênção para igreja e para o mundo, Deus pode usar o fogo e as muitas águas. Pense nisso!
Pela lei eram três os meios de purificação. O sangue era o meio principal –
"quase todas as coisas se purificam com sangue".
Todavia, quando o problema não era o pecado, então, usava-se também o fogo e a água.
A purificação pelo fogo
"Toda coisa que pode suportar o fogo, fareis passar pelo fogo, para que fique limpa..."-( Números 31:33).
O fogo, como símbolo de tribulação, de sofrimento, continua sendo usado no processo de aperfeiçoamento do homem de Deus.
A purificação pela água
"...mas tudo que não pode suportar o fogo, o fareis passar pela água. Também lavareis os vossos vestidos ao sétimo dia, para que fiqueis limpos, e depois entrareis no arraial"- (Números 31:23-24).
Águas, como símbolo de lutas, de dificuldades, continuam sendo usadas por Deus como meio de provação, a fim de nos levar para mais perto dele e de melhorar as coisas boas que nós temos - entre elas, o amor!
Assim, os problemas existentes entre um casal, ou no seio de uma família, se tiverem como causa o pecado de um de seus membros, serão resolvidos mediante o arrependimento e o perdão do culpado, através do Sangue de Jesus.
Todavia, nem sempre as lutas e dificuldades, ou "as muitas águas", têm o pecado como causa - mas, trata-se de uma provação.
Um dos objetivos da provação, conforme afirmamos, é melhorar, ou desenvolver algo bom que nós temos. Desta forma Deus pode trabalhar na vida dos cônjuges, ou de toda a família, para melhorar e fortalecer o relacionamento do casal e dos familiares, entre si. Para que isto seja possível é necessário aumentar o amor na família.
Talvez, meu irmão, talvez minha irmã, isto possa explicar a razão das lutas e dificuldades pelas quais vocês estão passando, agora!
O amor na família – o segredo para suportar, e vencer as grandes dificuldades
"...Ainda que alguém desse toda a fazenda de sua casa por este amor, certamente a desprezaria"-( Cantares 8:7).
Não há dinheiro, não há preço que possa pagar o amor de uma família. A Bíblia, na Linguagem de Hoje, diz –
"Se alguém quisesse comprar o amor e por ele oferecesse as suas riquezas, receberia somente o desprezo".
Numa família, entre um casal, o amor é muito mais valioso do que qualquer riqueza. O dinheiro não consegue sustentar a união e fazer a felicidade de um casal.
Neste sentido temos o caso de um famoso casal de príncipes, na Inglaterra, donos de uma incalculável fortuna, e que não conseguiram manter o seu casamento. Terminando em tragédia!
Neste sentido temos o exemplo de uma famosa e poderosíssima família americana cuja vida foi sempre pontilhada por fracassos e tragédias, inclusive com o assassinato de um de seus filhos, então Presidente dos Estados Unidos.
Dinheiro, beleza física, fama...nada é tão forte como o amor na família
É somente com amor, com muito amor, é que um casal, ou uma família, pode superar todas as dificuldades, principalmente as de ordem financeira.
As dificuldades financeiras têm sido causa da separação de muitos casais e da ruína de muitas famílias. Sem amor, sem muito amor, um casal, ou uma família, não consegue superar uma grande dificuldade de ordem financeira.
Ela pode ter diversas causas - desemprego, um acidente, uma doença, um assalto - coisa que quase todas as pessoas estão sujeitas.
Uma dificuldade financeira pode afetar o relacionamento de um casal, pode arruinar uma família, pode desintegrar um lar se não houver amor, muito amor!
Isto porque as soluções, as vezes, são muito dolorosas. Pode significar a necessidade de baixar o "status", trocando a mansão por uma casa simples, ou a casa simples, por um barraco; pode significar a troca do carro importado, pelo nacional, ou do nacional pelo transporte coletivo; pode significar a transferência dos filhos do Colégio particular, para a Escola Pública; pode significar a troca de um confortável atendimento médico e hospitalar através de um excelente plano de saúde, pelas madrugadas frias nas filas do falido Sistema de Saúde Pública, Governamental.
Em situações como estas, e até piores, é necessário amor, muito amor, entre os cônjuges e entre todos os membros da família - para que a união conjugal seja preservada e a família não seja abalada, pois, segundo afirmou Salomão –
"...porque o amor é forte como a morte..."-Cantares 8:6 e "As muitas águas não poderiam apagar este amor...".
Amor e humildade sempre andam de mãos dadas!

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou deste artigo?
Me reservo o direito de não publicar comentários de anônimos e/ou contendo xingamentos ou spam.