Ads 468x60px

Featured Posts

19 de maio de 2010

Tagged under:

Os 04 cavaleiros do apocalipse

A abertura do Primeiro Selo - Um Cavalo Branco

"E, havendo o Cordeiro aberto um dos selos, olhei e ouvi um dos quatro animais, que dizia, como em voz de trovão: Vem e vê!" (Apocalipse 6:1)
O Cavalo Branco e seu cavaleiro
Sobre o cavalo branco e seu cavaleiro existem, é claro, diversas correntes de pensamento. Uma delas afirma ser uma representação da vitória do evangelho operando para a conversão de grandes multidões ao Senhor.
Outros, ao contrário, identificam o cavaleiro com o próprio Cristo, embora seja Cristo quem abre o selo do versículo 1, do qual sai o cavalo e o cavaleiro.
Nós preferimos ver neste cavaleiro a figura do Anticristo, enquanto que o cavaleiro que aparece em Apocalipse 19:11-21, esse, sim, é o próprio Jesus.
O cavaleiro do Apocalipse 6:2 tinha um arco; e foi-lhe dado uma coroa. Esta coroa aqui, no grego é "stephanos". Quando um atleta ganhava uma coroa em jogos essa coroa era "stephanos". Era a coroa de competidor, de atleta.
Porém, a coroa de Jesus descrita em Apocalipse 19, é "diadema", traduzida como diadema ou coroa. No grego significa "coroa de rei".
Ao Anticristo será dado uma coroa, porque ele não tinha uma por nunca ter sido rei. Jesus, ao contrário, é Rei Eterno e sempre teve a sua própria coroa.
O cavaleiro do capítulo 19 vem para encerrar a Tribulação, para acabar com o governo do Anticristo, julgar as nações e implantar seu reino, enquanto o do capítulo 6 inicia a Tribulação e traz consigo fome, peste, guerra e morte.
É preciso ter em mente que o Anticristo será um imitador de Jesus. O objetivo de Satanás é levar as pessoas a confundí-lo com Jesus. Para isto nada melhor do que o uso do cavalo branco, símbolo de força e de paz.
Assim, ele vem num cavalo branco, para disfarçar, para imitar, ele vem trazendo "paz". Ao que tudo indica, a situação mundial, a agitação entre as nações, tende a piorar cada vez mais. Se isto não fosse verdade, não haveria necessidade de alguém que trouxesse paz. Quando o Anticristo se manifestar, o mundo estará à beira do caos social. Ele trará a paz, a solução para os problemas das nações.
Porém, é preciso notar que ele tem um "arco" em sua mão. Arco era, um instrumento, ou uma arma de guerra. Isto nos faz pensar que a "sua paz" será imposta pelo poder das armas, sendo, portanto, uma falsa paz.
O Anticristo virá num cavalo branco porque o primeiro período de seu governo será marcado pela paz -
"...e o príncipe do povo, que há de vir...firmará um concerto com muitos por uma semana..."(Daniel 9:26-27).
Toda tentativa de paz no oriente médio acaba em rompimento, porém, o Anticristo "firmará um concerto", ou seja, fará "um pacto forte". Todos pensarão que, por fim, o mundo viverá em paz.
Porém, na metade da semana que, como sabemos, é uma semana de anos, ou seja, sete anos, aquela firme aliança será quebrada, e então a terra conhecerá a Grande Tribulação -
"...e, na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa da abominação virá a assolação, e isso até a consumação ..." (Daniel 9:27).

A abertura do Segundo Selo - Um Cavalo Vermelho

" E, havendo aberto o segundo selo, ouvi o segundo animal, dizendo: Vem e vê! E saiu outro cavalo, vermelho; e ao que estava assentado sobre ele foi dado que tirasse a paz da terra e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada" (Apocalipse 6:3-4)
Um Cavalo Vermelho!
A cor vermelha é um símbolo de sangue, e sangue nos lembra guerras. Será, pois, o fim da falsa paz que o Anticristo trará conforme afirmou Paulo-
" Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então, lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida; e de modo nenhum escaparão" (I Tessalonicenses 5:3).
Segundo pensamos, com a saída do cavaleiro do cavalo vermelho, começará o período da Grande Tribulação - "e foi-lhe dada uma grande espada" e "foi dado que tirasse a paz da terra". Sobre a Grande Tribulação o Senhor Jesus afirmou -
" Porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais" (Mateus 24:21).
A espada será realmente grande! Esta espada nos dá a proporção de quão terrível serão as guerras nesse período.
Segundo os registros históricos, até 1914 o mundo havia conhecido 901 guerras principais, nenhuma de extensão mundial.
Em 1914, quando da primeira guerra mundial, esta deixou 20 milhões entre mortos e feridos, números superiores aos das 901 guerras anteriores.
Quando da segunda guerra mundial, entre 1939 e 1945, o número de mortos e feridos foi quatro vezes maior que o da primeira. Todos estes números, por certo serão muito tímidos diante do rastro de sangue que este cavalo vermelho deixará atrás de si.


A abertura do Terceiro Selo - Um Cavalo Preto


" E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi o terceiro animal, dizendo: Vem e vê! E olhei, e eis um cavalo preto; e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança na mão. E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro; e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho" (Apocalipse 6:5-6).
Fome, carestia, miséria, racionamento de víveres! Tudo isto é consequência da devastação provocada pelo cavaleiro do cavalo vermelho, ou seja, consequências da guerra sem proporções.

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou deste artigo?
Me reservo o direito de não publicar comentários de anônimos e/ou contendo xingamentos ou spam.